• (21) 97003-3522

Ministério Santa Cruz da Serra

Nossa igreja tem parte no avanço fenomenal das Assembléias de Deus em todo o Brasil. Desde 1922 quando a Assembléia de Deus chegou ao Rio de Janeiro no bairro de São Cristovão, o crescimento nunca mais parou. Esta mensagem que já havia alcançado quase todo o Brasil, recentemente chegado ao Rio de Janeiro com duas Igrejas que se destacaram – São Cristóvão e Madureira – foi a mesma mensagem que chegou a Petrópolis que numa aparente “contramão”, descendo a Serra e fundando a Igreja em Duque de Caxias, dando-lhe autonomia em curto prazo de tempo. A história da Assembléia de Deus em Santa Cruz da Serra começa em um local muito humilde com recursos precários na Rua Rio de Janeiro, nº 20. Um Diácono chamado Antonio Pimentel foi designado pelo Pr. Belarmino Pedro Ramos da Assembléia de Deus em Duque de Caxias para iniciar um Ponto de Pregação em Santa Cruz da Serra. Irmão Antonio Pimentel contava com a cooperação dos irmãos Júlio Vidal e Nério Vidal. Em 1951 o Pr. Belarmino Pedro Ramos, que propagava aos quatro cantos de Duque de Caxias, a mensagem do Pentecostalismo, adquire um terreno na Rua Paraná e inicia a construção de um Templo modesto em Santa Cruz da Serra. Nesta época a Igreja de Duque de Caxias já contava com uma Congregação no Quinto Loteamento das Chácaras Rio Petrópolis. Em 1952 o Diácono Silvio Lopes Baptista assumiu a Direção da Congregação em Santa Cruz da Serra e o Dc. Jarí de Souza assumiu a Direção da Congregação no Quinto Loteamento sendo substituído algum tempo depois pelo Pb. Diolindo. Em Santa Cruz da Serra, Pr. Sílvio Lopes contou com a preciosa cooperação de irmãos como: Pb. João Francisco, Joaquim Isaías, Manoel Francisco, Joviliano, Alípio e Antonio Emiliano. Uma das Igrejas que muito cooperaram para o crescimento e continuidade da A. D. Santa Cruz da Serra foi a A. D. da Mantiqueira na pessoa do Pr. Antonio Quintela que muitas vezes trazia caravanas para nos ajudar nos cultos e no Evangelismo. Com a partida do Pr. Belarmino, o Pr. Julio Henrique Gomes assumiu a Direção da Igreja com uma visão ainda maior de crescimento, dando autonomia para as Congregações de todos os Distritos abrirem novas frentes de trabalho. Em 1967, o Pr. Julio Henrique Gomes sob a orientação de Deus e fiel à visão de expansão do Reino, resolve emancipar 12 Congregações entre as quais estavam: Piabetá, Imbariê, Santo Antonio da Serra, Mantiquira (antiga João Pinto), Jardim Primavera, Parada Angélica e a nossa Santa Cruz da Serra. Pouco tempo depois a Igreja Matriz ainda sob a Presidência do Pr. Julio Henrique Gomes concede autonomia às Congregações de Parque Fluminense que teve como seu primeiro Presidente o Pr. Casimiro e também a Congregação em Saracuruna que teve seu primeiro Presidente o Pr. Osmar Mielgo Gonçalves.

Automaticamente, já em 1968 o Dirigente da Congregação - agora Pastor Silvio Lopes Baptista – assume a Presidência do novo campo de trabalho, formando sua Diretoria local contando com o Pr. Mario Muniz na Vice Presidência e o Ev. José da Silva Vieira como adjunto. Pr. Erotides Vieira e Pr. Severino de Barros Filho também começaram juntos nesta obra, porém seguiram caminhos independentes. Muitos outros obreiros foram instrumentos de Deus para a continuidade e progresso da A. D. Santa Cruz da Serra. Podemos mencionar entre tantos os Presbíteros na época: Manoel Valeriano Simões, Francisco de Andrade, José Augusto Aparecido Messias, Euclides da Silva, José Barbosa Acácio, João Antonio da Luz, Coracy Ribeiro da Silva, Astrogildo Pedro da Silva, Darcy Ramos da Silva, José de Deus, Alaélio Nunes, também trouxeram sua parcela de contribuição os Diáconos: Waldir Caldeira, Elio Virgílio, José Jorge Marques, Mário Alleluia Braida, Rosendo Batista dos Reis, João Ribeiro de Oliveira, Hélio Baptista Coelho, Jair Pereira de Abreu, Ari Moreira Perdigão, Valdevino Rodrigues, Vicente José de Souza Barros, Aluízio Inácio da Silva, Lionel Rodrigues, Severino Inácio, Sebastião Pivante, João Cândido Etelvino, Claudio Machado, Carlos Alberto Boamorte, João Barbosa da Silva, Osmar Pacheco, Manoel Bonfim de Lima Menezes, Adercino Moisés, Altino Procópio, Jorge Hermenegildo da Silva, Benedito Claudio de Araújo, José Inácio Evangelista, José de Deus da Silva Filho, Melchiades Severino de Carvalho, Benjamim Fortunato de Souza, Silas Muniz e Altamiro Belon Rodrigues que veio a ser o Pastor Presidente da Igreja alguns anos mais tarde.

Pr. Silvio Lopes Baptista concluiu a construção do 1° Templo em 1965 e depois fez duas ampliações respectivamente em 1971 e em 1979. Em sua gestão o Pr. Silvio abriu frentes de trabalho entre o Pilar e Santa Cruz da Serra. As Congregações inauguradas neste período foram: Vale Azul que posteriormente veio a ser a Congregação Monte Horebe, Jardim Alegre que em 1980 passou a se chamar Jardim Petrópolis, e atualmente é a Shalom, Vila Maria Helena, atual El Shaday, Novos Horizontes, Betel, Figueira, atual El Elion e Betânia. As Congregações principais eram incentivadas a abrirem Pontos de Pregação que dependendo do crescimento se tornariam Congregações. Exemplo disto foi o Ponto de Pregação da R. Sacadura Cabral que em 1982 se tornou a Congregação Poço de Jacó sob a Direção do Pb. Ary Perdigão.

Em virtude do crescimento da Igreja, em 1983 o Pr. Silvio leva alguns presbíteros ao Santo Ministério da Palavra. Entre eles Pb. Sebastião Lourenço, Pb. Erotides, Pb. Lionel Rodrigues, Pb. Silas Muniz e Pb. Altamiro Belon Rodrigues. Nessa época também o Pastor Silvio também consagra novos Diáconos para suprir a necessidade da Igreja. Entre a nova geração de Obreiros encontramos nomes como: Luiz Henrique, Neemias Leite de Souza, José Luiz Alves Filho, Adeval Pontes Teixeira, Disney Carlos da Silva, Brás Berlinde de Lima, Francisco Henrique da Costa, Adão Carlos Nicolau, Laurenço Galvão Teixeira, Antonio da Silva Henrique, entre outros.

No dia 23 de março de 1988 Deus chama ao descanso eterno o Pr. José da Silva Vieira sendo substituído na Vice Presidência pelo Pr. Altamiro Belon Rodrigues. A obra não parava de crescer e o Pr. Silvio Lopes avança para o interior abrindo uma frente de trabalho em Campos na casa do irmão Anestaldo Barreto próximo da Usina de Outeiro. O trabalho prosperou e aquele trabalho veio a se tornar a Congregação Outeiro. Por ocasião da partida do Pr. José da Silva Vieira, o Pr. Silvio Lopes Baptista já encontrava certa dificuldades em virtude de uma enfermidade que lhe acometeu. Mesmo enfermo, Pr. Silvio instruía e orientava seus obreiros a dar continuidade pois aquela obra não podia parar, afinal a obra é de Deus e mesmo assim, inicia também os primeiros contatos para a abertura de uma frente de trabalho no Espírito Santo. Dois anos depois da partida do Pr. José Vieira, aprouve a Deus recolher seu servo Pr. Silvio Lopes em 14 de março de 1990. Agora Pr. Altamiro se vê diante de um grande desafio: conduzir um rebanho em pleno crescimento. Corajosamente, Pr. Altamiro diz sim ao chamado de Deus e em sua gestão a A. D. Santa Cruz da Serra experimenta o maior crescimento já registrado em toda sua história, tanto em número de Congregações como em número de membros. Neste período a Igreja alarga suas tendas e investe no Estado do Espírito Santo, mais precisamente na cidade de Mimoso do Sul. Pr . Altamiro Belon Rodrigues encontra dois homens de Deus dispostos a entregar suas vidas pela causa do Mestre. Pr. Luiz Antonio e Ev. Manoel Ramos Brandão e oficializam a Congregação Mimoso do Sul. Com a expansão numérica das Congregações, novos obreiros foram chamados por Deus e consagrados pelo Pr. Altamiro Belon. Se tratando de um homem dedicado ao estudo da Palavra, Pr. Altamiro traz para nossa Igreja uma extensão da EPOE (Escola Preparatória de Obreiros Evangélicos) com Professores renomados. Em 1995 o Pr. Altamiro resolve iniciar um Seminário próprio e com a ajuda incansável da irmâ Zélia Almenara, funda o Seminário Teológico da Assembléia de Deus, o nosso SETAD. Irmã Zélia convida a irmã Isabel Lourenço para atuar na Secretaria do Seminário, cargo que ocupa até o dia de hoje. O SETAD tem feito história, formando diversos obreiros que hoje são pastores, missionários e obreiros atuantes em diversas Igrejas no mais diversos lugares.

Em 10 de dezembro de 1991, Pr. Paulo de Almeida atendendo a voz de Deus, sendo obediente, pede sua transferência da A. D. Duque de Caxias para a A. D. Santa Cruz da Serra, uma Igreja que de certa forma já conhecia pois costumava freqüentar reuniões de Oração na Congregação Betel na época dirigida pelo Pb. João da Luz e também na Cong. Novos Horizontes onde o Pb. Mario Alleluia dirigia também um trabalho de oração. Pr. Paulo demonstra uma disposição muito grande para a obra que Deus o tinha chamado, passou pelas Congregações Figueira (El Elion), Vila Maria Helena (El Shaday) e Monte Horebe. Em 1995 Pr. Paulo de Almeida é chamado pelo Pr. Altamiro para assumir a Vice-Presidência da Igreja.

Em 26 de setembro de 1997, depois de sua extrema dedicação à Igreja Pr. Altamiro é chamado ao descanso eterno em um momento delicado para o Vice Presidente Pr. Paulo de Almeida pois passava por um tratamento cardíaco chegando a cirurgia de ponte de safena. Neste cenário, a Convenção procura saber se ainda assim o Pr. Paulo de Almeida aceitaria assumir a presidência da Igreja. A resposta veio só confirmar o que Deus havia prometido por intermédio da sua serva Irmã Malvina que profetizou ao Pr. Paulo dizendo que um grande povo o esperava. Em uma cerimônia simples no dia 7 de outubro de 1997, Pr. Paulo de Almeida é empossado como Presidente da Assembléia de Deus em Santa Cruz da Serra. Em sua gestão, Pr. Paulo de Almeida mantém o ritmo do Pr. Altamiro, preservando os marcos da Igreja e confirmando o compromisso que esta Igreja tem com a Palavra de Deus, oficializando o slogan da igreja como “Uma Igreja que tem compromisso com a Palavra”. Só em 1999 o Pr. Paulo faria algumas alterações na Diretoria executiva. Pr. Paulo decide reorganizar administrativamente a Igreja e enxugar alguns gastos excessivos principalmente com aluguéis de alguns templos. A Igreja adquire as propriedades alugadas em um curto espaço de tempo e torna as Sub-Congregações Beira Rio, Rua Sete, Vila Maria Helena II (Adonai) Rua Angustura (Monte Moriá) e Tereza Cristina (Monte Sião) em Congregações. Duas novas Congregações são fundadas em 2000 em imóveis próprios: Ebenézer na Rua Camboatá e Monte da Oliveira na Est. Do Rosário, ambas em Jardim Primavera. No ano de 2000 o Pr. Paulo lança seu maior desafio em conjunto com esta Igreja: Após ter adquirido a propriedade vizinha, ele propõe a construção de um novo templo utilizando os dois terrenos com capacidade para 1000 pessoas sentadas. Com muito trabalho e dedicação de irmãos envolvidos no operacional, ou seja na mão de obra como Pr. Neemias Leite, Pb. Ismael Caetano, Pb. Reginaldo Gomes, irmãos José Luziano, Manoel, Osnir Queiroz e outros. Também contamos com a preciosa ajuda, cooperação e compreensão dos membros da Igreja que com suas contribuições tornaram possível esta grande obra sem receber um centavo sequer de políticos que não deixaram de nos procurar.

Empreendendo todos os esforços possíveis, no período da construção do novo Templo, a Igreja prosseguia na realização de mais um sonho. Em 2007 depois de 7 anos de muito trabalho, a construção chega ao fim e para glória do nosso Deus, sem um acidente de trabalho sequer. Pr. Paulo decide marcar a inauguração junto às festividades da Igreja e assim no dia 7 de setembro de 2007 com a presença do Presidente da nossa Convenção, na época Pr. Samuel Batista Lessa, foi cortada a faixa inaugural e realizado um grande trabalho na rua com a participação de todas as Congregações e Igrejas co-irmãs. Daí pra frente não temos mais problemas com espaço para realização dos nossos Congressos e a glória de Deus tem se manifestado na vida da Igreja. Hoje a ADSCS conta com 11 Pastores, 3 Evangelistas, 54 Presbíteros, 39 Diáconos e 54 Auxiliares de trabalho distribuídos nas 40 Congregações do Ministério. Nosso Templo hoje conta com ar condicionado central, temos um ônibus para servir as Congregações em datas específicas e acima de tudo uma comunhão que nos ajuda a preservar nossa identidade como Igreja do Deus vivo, coluna e firmeza da verdade. Como bem disse a Paulinha ontem a noite: “Tudo o que este homem faz, prospera”. Glória, honra e louvor sejam tributados ao nosso Deus que até aui tem nos sustentado.

Parabéns membro da ADSCS, você pode se alegrar em fazer parte de uma Igreja que faz a diferença na terra.

Deus vos abençoe!!!


Secretaria - Santa Cruz da Serra, 14 de Abril de 2017